15 MANEIRAS FÁCEIS DE SER MAIS SAUDÁVEL

Mais e mais pesquisas estão mostrando que a chave para a boa saúde ao longo da vida é o que os especialistas chamam de “medicina do estilo de vida” – fazendo mudanças simples na dieta, exercícios e gerenciamento de estresse. Para ajudar você a transformar esse conhecimento em resultados, reunimos esta lista gerenciável de sugestões de saúde e bem-estar.

Pedimos a três especialistas – um médico naturopata, uma nutricionista e um personal trainer – para nos contar as cinco principais mudanças simples, mas significativas, na medicina do estilo de vida que recomendam.

Além de fornecer três opiniões diferentes sobre como escolher suas batalhas de saúde, esta lista oferece opções que você pode fazer sem ser levado para uma fazenda de gordura de reality show – ou comprar um segundo freezer para refeições congeladas pré-repartidas e com controle de calorias .

JAMES ROUSE, ND

MÉDICO NATUROPATA, TRIATLETA, CHEF, AUTOR E APRESENTADOR DOS SEGMENTOS DE DICAS DE SAÚDE “OPTIMUM WELLNESS” DA TV, APRESENTADOS NAS AFILIADAS DA NBC EM VÁRIAS GRANDES CIDADES.

1. PENSE POSITIVO E CONCENTRE-SE NA GRATIDÃO

A pesquisa mostra que uma atitude positiva e saudável ajuda a construir um sistema imunológico mais saudável e melhora a saúde geral. Seu corpo acredita no que você pensa, então concentre-se no positivo.

2. COMA SEUS VEGETAIS

Atire em cinco porções de vegetais por dia – cru, cozido no vapor ou frito. Uma dieta rica em vegetais está associada a um risco reduzido de desenvolver câncer de pulmão, cólon, mama, colo do útero, esôfago, estômago, bexiga, pâncreas e ovários. E muitos dos fitonutrientes mais poderosos são os de cores mais ousadas – como brócolis, couve, cenoura, tomate, uvas e verduras.

3. DEFINA UM “IDEAL PARA 5 REFEIÇÕES”

O que, quando e quanto você come pode manter seu metabolismo e seus níveis de energia constantemente elevados, para que você tenha mais energia durante todo o dia. Um “ideal para 5 refeições” ajudará você a controlar seu peso, manter a calma, manter o foco e evitar desejos.

4. EXERCITE-SE DIARIAMENTE

Você sabia que o exercício diário pode reduzir todos os biomarcadores do envelhecimento? Isso inclui melhorar a visão, normalizar a pressão sanguínea, melhorar os músculos magros, diminuir o colesterol e  melhorar a densidade óssea . Se você quer viver bem e viver mais, você deve se exercitar! Estudos mostram que mesmo dez minutos de exercício fazem a diferença – então faça alguma coisa! Ligue o aparelho de som e dance na sua sala de estar. Inscreva-se nas aulas de dança de salão ou de dança de salão. Caminhe até o parque com seus filhos ou um vizinho com quem você gostaria de conversar. Pule corda ou jogue amarelinha. Gire um bambolê. Jogue vôlei aquático. Bicicleta para o trabalho. Pule em um trampolim. Faça uma caminhada.

5. TENHA UMA BOA NOITE DE SONO

Se você tiver problemas para dormir, tente técnicas de relaxamento, como  meditação e  ioga . Ou coma um pequeno lanche na hora de dormir com os alimentos mostrados para ajudar a mudar o corpo e a mente para o modo de dormir: cereais integrais com leite, aveia, cerejas ou chá de camomila. Escureça mais o seu quarto e vire o relógio para longe de você. Anote preocupações ou pensamentos estressantes para tirá-los da cabeça e entrar na página. Isso o ajudará a colocá-los em perspectiva para que você possa parar de se preocupar com eles.

CHRISTINA REITER, MS, RD

NUTRICIONISTA RESIDENTE CONSULTORA DO CENTRO DE SAÚDE PARA TERAPIA E EDUCAÇÃO NUTRICIONAL DA UNIVERSIDADE DO COLORADO – BOULDER WARDENBURG E EX-DIRETORA DO PROGRAMA DE NUTRIÇÃO DA METROPOLITAN STATE COLLEGE DE DENVER.

1. VERIFIQUE SUA COMIDA

O que comemos e como nos sentimos está ligado de maneiras muito complexas. Uma abordagem saudável para comer é centrada em saborear sabor, comer com satisfação e aumentar a energia, em vez de se concentrar no peso. Verifique o seu equilíbrio de alimentos de baixa caloria, alimentos ricos em nutrientes (fornecendo muitos nutrientes por caloria) e alimentos que são ricos em calorias, mas pobres em nutrientes. A maioria dos americanos precisa comer mais alimentos integrais frescos (em contraste com alimentos processados ​​e altamente refinados). Tente adicionar mais grãos integrais, frutas e legumes frescos e legumes em suas refeições. Combine esses alimentos ricos em carboidratos com uma proteína magra ou gorda saudável para aumentar a satisfação.

2. COMA COMO UMA CRIANÇA

Se a adição de mais frutas e legumes parecer ameaçadora, observe as versões de “petiscos” que as crianças pré-escolares adoram – palitos de cenoura e aipo, tomate cereja, flor de brócolis, uvas, bagas e frutas secas. Todos são potências nutricionais repletas de antioxidantes.

3. SEJA UM COMEDOR EXIGENTE

Limite as gorduras saturadas e as gorduras trans e tente comer mais alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3 anti-inflamatórios para reduzir o risco de doenças cardiovasculares e talvez até melhorar o humor deprimido. Recomenda-se o equivalente a apenas um grama de EPA / DHA (ácido eicosapentaenóico / ácido docosahexaenóico) diariamente. Comer peixe oleoso de água fria (salmão selvagem, arenque, sardinha, truta) duas a três vezes por semana fornecerá EPA e DHA. Adicionar duas colheres de sopa de linhaça moída e comer carne, leite e queijo de animais alimentados com capim fornecerá uma dose saudável de ômega-3.

4. USE ALIMENTOS EM VEZ DE SUPLEMENTOS

Suplementos não substituem uma boa dieta. Embora muitos especialistas em saúde recomendem tomar um suplemento multivitamínico e mineral que forneça de 100 a 200% do valor diário recomendado, todo e qualquer suplemento deve ser cuidadosamente avaliado quanto à pureza e segurança. Suplementos específicos têm sido associados a toxicidade, reações a medicamentos, competição com outros nutrientes e até risco aumentado de doenças como câncer, doenças cardíacas e diabetes.

5. OBTENHA SATISFAÇÃO

Comer e praticar atividade física são experiências sensoriais divertidas! Em ambos, mire no prazer – não na dor. Preste atenção ao valor nutricional dos alimentos que você escolhe comer, bem como ao seu senso de satisfação, relaxamento, tensão, alegria e fadiga quando se sentar para comer. Entre em contato consigo mesmo enquanto come, reacendendo seu  reconhecimento de fome , plenitude e satisfação ao considerar quando e quanto comer.

RICK OLDERMAN, MS, PT

FISIOTERAPEUTA E PROPRIETÁRIA DA Z-LINE TRAINING EM DENVER, COLORADO, OFERECENDO REABILITAÇÃO, TREINAMENTO PESSOAL, INSTRUÇÃO DE PILATES, SEMINÁRIOS MOTIVACIONAIS DE PREVENÇÃO DE LESÕES, DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS DE CONDICIONAMENTO FÍSICO PARA OS FUNCIONÁRIOS E ELENCO DE ÓRTESES NOS PÉS PERSONALIZADOS.

1. FAÇA UMA PAUSA

“Passo inúmeras horas fazendo exercícios aeróbicos e nunca pareço perder os últimos dez quilos!” é uma reclamação comum que ouço dos clientes. Permita-se reduzir o seu treino. Acredite ou não, o excesso de treinamento pode ser o problema. Seu corpo pode se estabilizar se não lhe der descanso suficiente para se restaurar, levando a um declínio no desempenho. Fadiga, mau humor, falta de entusiasmo, depressão e aumento do cortisol (o hormônio do estresse) são algumas características da síndrome do excesso de treinamento. Criar um programa de periodização – dividindo sua rotina em vários modos de treinamento – pode ajudar a evitar o excesso de treinamento, criando fases de descanso em seu regime. Por exemplo, você pode pesar o trem na segunda e quarta-feira, pedalar na terça e quinta-feira, correr na sexta-feira e descansar no sábado e domingo.

2. PENSE PEQUENO

Muitas vezes, o maior impedimento para melhorar a saúde é sentir-se oprimido por todos os conselhos e pesquisas disponíveis. Tente se concentrar primeiro em um hábito pequeno, aparentemente inconseqüente e doentio, e transforme-o em um hábito saudável e positivo. Se você costuma comer assim que chega em casa à noite, mantenha os sapatos na garagem ou na entrada e dê uma volta rápida no quarteirão antes de entrar. Se você tiver uma lata de refrigerante na hora do almoço todos os dias, tome um copo de água dois dias por semana. Começando com pequenas mudanças indolores ajuda a estabelecer a mentalidade de que mudanças saudáveis ​​não são necessariamente mudanças dolorosas. É fácil criar a partir daqui adicionando substituições mais saudáveis.

3. MANTENHA BOA COMPANHIA

Você pode fazer todas as coisas certas – mas se você tem um relacionamento pessoal com pessoas que têm hábitos não saudáveis, geralmente é uma batalha difícil. As pessoas mais saudáveis ​​são aquelas que têm relacionamentos com outras pessoas saudáveis. Envolva sua família ou amigos quando você anda ou planeja refeições mais saudáveis. Fazer mudanças saudáveis ​​com um ente querido pode aproximá-lo e motivá-lo.

4. FAÇA UMA LISTA … E VERIFIQUE-A DUAS VEZES

Reserve alguns minutos e anote todos os motivos pelos quais você não pode iniciar um programa de exercícios. Então olhe para a base de cada motivo. Por exemplo, se você escreveu “Sem tempo” como uma de suas razões, talvez isso seja baseado na crença de que um programa de exercícios leva muito tempo. Começar até cinco minutos por dia terá um efeito positivo, porque você criou um hábito saudável onde não existia antes, e esse é um poderoso ajuste mental. Um olhar mais atento à sua lista expõe essas falsas crenças escondidas atrás de cada desculpa.

5. INSCREVA-SE EM UM EVENTO

Vamos enfrentá-lo, exercitar apenas por uma questão de exercício ou perda de peso pode ser chato. Apimente as coisas inscrevendo-se em um evento como uma corrida de corrida / caminhada ou um passeio de bicicleta onde você pode fazer parte de uma equipe. Fazer isso dá aos seus treinos um novo objetivo, e é divertido estar perto de outras pessoas que se exercitam como você – sem mencionar que a maioria dos eventos beneficia organizações sem fins lucrativos, o que dobra sua sensação de bem-estar.

Leia também: gazetadooeste.com.br

10 maneiras simples de melhorar sua saúde

Pequenas alterações podem adicionar uma grande diferença

Todos nós tivemos aqueles momentos bem-intencionados em que resolvemos fazer mudanças radicais no estilo de vida: parar de fumar. Perca 20 quilos. Participe de uma academia e comece a se exercitar todos os dias.

Embora sempre devamos nos esforçar para atingir esses tipos de metas de saúde, o caminho para uma saúde melhor nem sempre precisa significar dar grandes saltos.

Existem também várias etapas menores que você pode adotar que ajudarão a melhorar sua saúde e qualidade de vida em geral – e, como são coisas que você pode incorporar facilmente em sua rotina, elas serão fáceis de manter a longo prazo. Mesmo se você tiver apenas alguns minutos de sobra, poderá usar esse tempo para melhorar seu bem-estar.

Tente incorporar as seguintes atividades e estratégias em seu dia. Quando essas etapas simples se tornam hábitos, elas podem resultar em um grande efeito positivo em sua saúde geral.

1. Aproveite o estresse.

Os especialistas recomendam técnicas regulares de exercícios, meditação e respiração para reduzir o estresse. Mas mesmo algo tão simples – e agradável – como ouvir música suave, ler um bom livro, mergulhar em uma banheira de hidromassagem ou brincar com seu animal de estimação pode ajudá-lo a relaxar.

Esse é um conselho que você deve seguir, pois o estresse prolongado pode causar ou agravar uma série de problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas , derrame , pressão alta , depressão , úlceras, síndrome do intestino irritável , enxaquecas e obesidade .

Não tem muito tempo? Não deixe que isso o estresse. Como no exercício, até breves períodos de relaxamento são benéficos.

“Gastar até 10 minutos de cada vez fazendo algo que você goste pode ajudar bastante a superar os estressores da vida cotidiana”, diz Pablo Quintana, MD , médico de cuidados primários da Rush. “Apenas ler um capítulo ou levar seu cachorro por algumas voltas ao redor do quarteirão ajudará você a se sentir mais calmo, mais revigorado e com mais energia”.

Se você não puder fazer uma pausa completa do que estiver fazendo, tente simplesmente respirar fundo algumas vezes devagar e profundamente.

“Quando você diminui a respiração, ajuda a relaxar”, diz Quintana. Essa resposta de relaxamento libera substâncias químicas do corpo que aliviam o estresse e podem melhorar a função imunológica.

A respiração profunda também pode diminuir a frequência cardíaca em repouso. Pessoas com batimentos cardíacos mais baixos em repouso geralmente estão em melhores condições físicas do que aquelas com batimentos cardíacos mais altos.

2. Guarde o sal.

Um saleiro na mesa de jantar facilita o consumo excessivo de sal, o que pode levar à pressão alta . Então coloque a coqueteleira em um armário ou despensa e tire-a somente quando estiver cozinhando.

“Também é uma boa idéia provar sua comida antes de salgá-la”, diz Quintana. “Você pode achar que não precisa disso.”

Você também pode tentar apimentar sua comida com suco de limão ou lima, alho, flocos de pimenta vermelha, ervas ou uma mistura de tempero sem sal. Armazene sua geladeira e despensa com suas ervas frescas e secas favoritas, para que você sempre as tenha à mão para dar sabor a seus alimentos.

3. Vá para a cama mais cedo.

A maioria de nós não recebe as sete horas ou mais de sono que os adultos precisam, de acordo com Quintana.

Com o tempo, a escassez de olhos fechados pode aumentar o risco de ataque cardíaco ou derrame – independentemente da sua idade, peso ou hábitos de exercício.

“Se você é constantemente privado de sono, dormir 15 minutos mais cedo todas as noites pode ajudar”, diz Quintana. Defina também um horário regular de sono e vigília, e cumpra-o – mesmo nos dias de folga.

4. Tome um copo de vinho tinto.

Estudos demonstraram que os poderosos antioxidantes encontrados no vinho tinto protegem contra doenças cardíacas , câncer de cólon , ansiedade e depressão . Portanto, a menos que haja uma razão médica para você não beber, vá em frente e desfrute desse copo de merlot com a sua refeição noturna – você pode até brindar à sua boa saúde.

Mas beba com moderação. Assim como uma pequena quantidade de vinho tinto traz benefícios à saúde, muito álcool – até mesmo vinho tinto – pode causar uma variedade de problemas de saúde, incluindo doenças renais e hepáticas e câncer.

As mulheres, em particular, precisam ter cuidado com o consumo de álcool. Eles têm um risco geral mais alto de problemas no fígado do que os homens, portanto, são mais propensos a ter problemas no fígado com menores quantidades de álcool.

Para um homem saudável, duas doses por dia provavelmente não causam danos; as mulheres, por outro lado, devem limitar-se a uma bebida diária.

5. Verifique sua postura e ergonomia.

Da próxima vez que estiver em sua mesa ou no telefone, pense um pouco na sua postura. Em seguida, endireite as costas, dobre o estômago e coloque os pés no chão com as pernas não cruzadas. “Você se sentirá mais relaxado imediatamente”, diz Quintana.

Os poucos segundos que isso leva podem ajudar a evitar dores nas costas , um dos problemas de saúde mais comuns nos Estados Unidos e uma das principais causas de incapacidade.

E, se você trabalha em um computador, observe a ergonomia da sua estação de trabalho – como você se encaixa e se move no ambiente – para ajudar a prevenir a tensão nas costas e no pescoço, a síndrome do túnel do carpo, a fadiga ocular e outras lesões ocupacionais.

“Alguns ajustes simples, como reposicionar o monitor do computador, mudar para uma cadeira que oferece mais apoio lombar e fazer intervalos regulares durante o dia para fazer exercícios de alongamento, podem ajudar bastante a criar um espaço de trabalho mais saudável e confortável”. Quintana diz.

Na próxima vez que você for para um andar mais alto, contorne o elevador e suba as escadas. Você bombeará o sangue, exercitará os pulmões e exercitará os músculos da parte inferior do corpo.

6. Faça um jogo de palavras cruzadas.

Pesquisadores do Rush descobriram que atividades mentalmente desafiadoras, como ler, fazer palavras cruzadas ou Sodoku e jogar xadrez, podem ter um efeito protetor no cérebro.

De acordo com estudos, envolver regularmente sua mente pode ajudar a diminuir o risco de demência associada à doença de Alzheimer .

Não gosta de quebra-cabeças ou jogos? Não se preocupe, diz Quintana. Existem outras maneiras de manter a saúde do cérebro. Coma com a mão não dominante. Caminhe uma nova rota para casa do trabalho. E se conectar com os outros – permanecer socialmente comprometido também pode proteger contra a demência.

7. Pesar.

Manter um peso saudável pode diminuir o risco de doenças cardíacas, derrames e alguns tipos de câncer. Mas para as mulheres, há outra razão para evitar que as libras se acumulem: isso diminuirá o risco de futuros distúrbios do assoalho pélvico, diz Cheryl Wolfe, MD , uma ginecologista e obstetra no Rush University Medical Center.

Os distúrbios do assoalho pélvico são mais comuns em mulheres que deram à luz bebês por via vaginal. No entanto, um estudo recente descobriu que mesmo as mulheres que nunca tiveram um parto vaginal têm um risco aumentado de incontinência urinária de esforço se estiverem com sobrepeso ou obesidade.

8. Faça algumas substituições alimentares.

  • Troque pão branco, arroz, biscoitos e massas para obter versões mais saudáveis ​​de grãos integrais.
  • Use frango e peru sem pele em suas receitas, em vez de pele e cortes mais magros de outras carnes, como carne bovina ou suína.
  • Substitua uma bebida açucarada (refrigerante, suco etc.) todos os dias por um copo alto de água.
  • Se você sentir fome entre as refeições, coma um punhado de amêndoas ou castanha de caju, um pedaço de fruta inteira ou palitos de cenoura embebidos em hummus, em vez de pegar barras de chocolate ou batatas fritas.

Além disso, a Quintana recomenda incorporar uma porção extra de vegetais não orgânicos na sua dieta diária.

Quer um lanche? Munch em uma cenoura em vez de um biscoito. Fazendo o jantar para sua família? Sirva brócolis ou espinafre como acompanhamento, em vez de purê de batatas. Adicione ervilhas verdes ao seu arroz integral ou fatias de pimenta vermelha ou amarela ao seu sanduíche.

Não é nenhum segredo que vegetais – especialmente verduras escuras e folhosas – são bons para você. Mas há outro benefício em incluir mais vegetais em sua dieta diária: eles são ricos em fibras e contêm muita água; portanto, você ficará satisfeito e satisfeito, sem muitas calorias e gorduras.

Há muitas ótimas receitas em livros de receitas e online – incluindo nossa  biblioteca de receitas  – para pratos vegetarianos saborosos e saudáveis.

9. Suba as escadas.

Na próxima vez que você for para um andar mais alto, contorne o elevador e suba as escadas. Você bombeará o sangue, exercitará os pulmões e exercitará os músculos da parte inferior do corpo.

“É uma ótima maneira de adicionar atividade física ao seu dia sem ter que bloquear o tempo para se exercitar”, diz Quintana. “Eu digo aos meus pacientes para tentar caminhar 10.000 passos por dia. Subir as escadas é um ótimo exercício e conta para esse total”.

Todas essas pequenas etapas podem resultar em uma saúde mais saudável.

10. Estique-o.

“Alongar regularmente os músculos ajuda a evitar lesões, ficar flexível e se mover livremente com a idade”, diz Quintana.

Dedique alguns minutos para se exercitar antes e depois do exercício. Se você não estiver se exercitando naquele dia, faça alguns intervalos. Encontre um espaço silencioso no escritório onde você não será perturbado. Em movimento? Procure oportunidades naturais em sua rotina diária para alongar, como sair do carro ou buscar itens em uma prateleira alta da loja.

Alongar-se imediatamente antes de dormir também pode ajudar a aliviar a tensão e a dormir.

E exercícios de equilíbrio – como o tai chi – podem ajudar a reduzir drasticamente o risco de quedas perigosas.

Olhando para o futuro

Segundo Quintana, nunca é cedo demais – ou tarde demais – para adotar hábitos saudáveis.

“Quando você é jovem, eles podem construir as bases para uma vida de boa saúde”, diz ele. “Quando você é mais velho, hábitos saudáveis ​​podem ajudá-lo a controlar todas as doenças que você tem e diminuir o risco de contrair outras pessoas no futuro”.

Leia mais em: https://www.efuxico.com.br

O que você pode fazer para manter sua saúde

Muitos fatores desempenham um papel em permanecer saudável. Por sua vez, uma boa saúde pode diminuir o risco de desenvolver certas condições. Isso inclui doenças cardíacas, derrame, alguns tipos de câncer e lesões. Aprenda o que você pode fazer para manter a saúde de você e de sua família.

Caminho para melhorar a saúde

Comer saudável.

O que você come está intimamente ligado à sua saúde. A nutrição equilibrada tem muitos benefícios. Ao fazer escolhas alimentares mais saudáveis , você pode prevenir ou tratar algumas condições. Isso inclui doenças cardíacas, derrame e diabetes. Uma dieta saudável também pode ajudar a perder peso e diminuir o colesterol.

Faça exercícios regularmente.

O exercício pode ajudar a prevenir doenças cardíacas, derrame, diabetes e câncer de cólon. Pode ajudar a tratar a depressão, osteoporose e pressão alta. As pessoas que se exercitam também se machucam com menos frequência. Exercícios de rotina podem fazer você se sentir melhor e manter seu peso sob controle. Tente permanecer ativo por 30 a 60 minutos, cerca de 5 vezes por semana. Lembre-se, qualquer quantidade de exercício é melhor que nada.

Perca peso se estiver acima do peso.

Muitos americanos estão acima do peso. Carregar muito peso aumenta o risco de várias condições de saúde. Esses incluem:

  • pressão alta
  • colesterol alto
  • Diabetes tipo 2
  • doença cardíaca
  • acidente vascular encefálico
  • alguns tipos de câncer
  • doença da vesícula biliar.

Estar acima do peso também pode levar a lesões relacionadas ao peso. Um problema comum é a artrite nas articulações de sustentação de peso, como coluna, quadril ou joelhos. Você pode tentar várias coisas para ajudá-lo a perder peso e mantê-lo.

Proteja sua pele.

A exposição ao sol está ligada ao câncer de pele. Este é o tipo mais comum de câncer nos Estados Unidos. É melhor limitar o tempo gasto ao sol. Certifique-se de usar roupas e chapéus de proteção quando estiver fora. Use protetor solar o ano todo na pele exposta, como seu rosto e mãos. Ele protege a pele e ajuda a prevenir o câncer de pele. Escolha um filtro solar de amplo espectro que bloqueie os raios UVA e UVB. Deve ser pelo menos um SPF 15. Não tome banho de sol nem use cabines de bronzeamento.

Pratique sexo seguro.

Sexo seguro é bom para sua saúde emocional e física. A forma mais segura de sexo é entre duas pessoas que fazem sexo apenas entre si. Use proteção para prevenir doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Os preservativos são a forma mais eficaz de prevenção. Converse com seu médico se precisar fazer o teste de doenças sexualmente transmissíveis.

Não fume ou use tabaco.

Fumar e usar tabaco são hábitos prejudiciais. Eles podem causar doenças cardíacas e câncer de boca, garganta ou pulmão. Eles também são os principais fatores de enfisema e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Quanto mais cedo você sair , melhor.

Limite a quantidade de álcool que você bebe.

Os homens não devem tomar mais do que 2 doses por dia. As mulheres não devem tomar mais do que 1 bebida por dia. Uma bebida é igual a 12 onças de cerveja, 5 onças de vinho ou 1,5 onças de licor. Muito álcool pode danificar seu fígado. Pode causar alguns tipos de câncer, como câncer de garganta, fígado ou pâncreas. O abuso de álcool também contribui para mortes por acidentes de carro, assassinatos e suicídios.

Coisas a considerar

Além dos fatores listados acima, você deve reservar um tempo para a saúde de todo o corpo. Visite seus médicos para exames regulares. Isso inclui o seu médico primário, o dentista e o oftalmologista. Deixe seus benefícios de saúde e serviços de cuidados preventivos trabalharem para você. Certifique-se de saber o que envolve seu plano de seguro de saúde. O cuidado preventivo pode detectar doenças ou prevenir doenças antes de começar. Isso inclui certas consultas e exames médicos.

Você precisa reservar um tempo para a saúde da mama. O câncer de mama é uma das principais causas de morte para as mulheres. Os homens também podem ter câncer de mama. Converse com seu médico sobre quando você deve começar a fazer mamografias. Pode ser necessário iniciar o rastreamento mais cedo se houver fatores de risco, como histórico familiar. Uma maneira de detectar o câncer de mama é fazer um auto-exame mensal.

As mulheres também devem fazer exames de rotina. Mulheres de 21 a 65 anos devem fazer o teste a cada 3 anos. Isso pode ser diferente se você tiver certas condições ou tiver removido o colo do útero.

Pergunte ao seu médico sobre outros exames de câncer. Os adultos devem ser rastreados para o câncer colorretal a partir dos 50 anos. O seu médico pode querer verificar outros tipos de câncer. Isso dependerá de seus fatores de risco e histórico familiar.

Mantenha uma lista dos medicamentos atuais que você toma. Você também deve manter-se atualizado sobre as vacinas, incluindo a vacinação anual contra a gripe. Os adultos precisam de um reforço Td a cada 10 anos. O seu médico pode substituí-lo por Tdap. Isso também protege contra a tosse convulsa (coqueluche). Mulheres grávidas precisam da vacina Tdap. As pessoas que estão em contato próximo com os bebês também devem recebê-lo.

Perguntas a fazer ao seu médico

  • Quantas calorias devo comer e com que frequência devo me exercitar para manter meu peso atual?
  • Devo fazer um exame físico anual?
  • Que tipos de cuidados preventivos meu seguro cobre?
  • Quando devo começar a rastrear certos tipos de câncer e condições?

Leia mais em: https://www.mulherk.com.br

Como ser saudável: 9 dicas fáceis para um estilo de vida mais saudável

Todos nós queremos saber como ser saudável, mas parece um objetivo tão elevado. Preparar-se para fazer mudanças saudáveis ​​no estilo de vida pode ser simultaneamente inspirador e intimidador. Quero dizer, onde você começa mesmo? Você precisa revisar toda a sua vida de uma só vez? A resposta, você pode ser feliz em saber, é: não. Quando se trata de adotar novos hábitos saudáveis ​​e fazê-los aderir, há muitas pequenas coisas que você pode fazer que farão uma grande diferença a longo prazo (e não deixá-lo louco no processo). Em vez de tentar melhorar a sua saúde com uma enorme reformulação, experimente estes nove movimentos pequenos, praticamente indolores, para obter resultados duradouros.
1. Coloque suas refeições para trás.
As pessoas muitas vezes se acumulam nos carboidratos, depois migram para a proteína e, em seguida, completam tudo com uma pequena quantidade de vegetais no espaço que resta. Em vez disso, vá em ordem inversa, Abby Langer, RD, proprietária da Abby Langer Nutrition em Toronto, diz SELF: Encha metade do seu prato com legumes, depois divida os quartos restantes entre proteína e amido, idealmente algo feito de carboidratos complexos em vez de refinados, como arroz integral.
Servir dessa maneira ajuda a garantir que você consuma as porções diárias recomendadas de vegetais (pelo menos 2 ½ xícaras, diz o USDA), além de aumentar o consumo de fibras e os níveis de hidratação graças ao teor de água dos vegetais.
2. Coloque sua comida longe quando você terminar de servir você mesmo.
‘Qualquer um vai comer mais se a comida estiver olhando para eles’, diz Langer. Sempre sinta-se à vontade para pegar mais, se estiver realmente com fome, mas, desse modo, você saberá que é por causa de uma necessidade física por mais comida em vez de pura conveniência ou tentação.
3. Beba um copo de água antes de cada refeição.
Beber a quantidade de água que você precisa por dia é necessário para que todos os sistemas do seu corpo funcionem sem problemas, mas também irá evitar que você coma demais devido à fome, tornando mais fácil uma abordagem mais consciente de suas refeições, diz Langer.
4. Para dobrar o mindfulness, mastigue cada mordida antes de engolir.
A lista de “razões pelas quais você precisa desacelerar seu rolar ao comer” é tão longa quanto o seu braço, explica Langer. Comer comida pode levar ao inchaço por causa do ar extra que você está engolindo, desse sentimento muito completo, porque você não dá ao seu corpo a chance de processar a saciedade antes de limpar o seu prato, e de perder completamente o sabor delicioso. a comida é realmente.
Você pode escolher um número de mastigações para cumprir por mordida, como 20, ou você pode optar por uma abordagem menos organizada, como garantir que está engolindo naturalmente, não engolir em seco para engolir apenas bocados mastigados.

5. Chame a comida de “saudável” e “menos saudável” em vez de “boa” e “ruim”.
“Quando as pessoas rotulam a comida como ‘boa’ e ‘ruim’, isso se traduz em um julgamento de si mesmo – se você come ‘boa’ comida, você é uma boa pessoa, se você come comida ‘ruim’, mal comportado ”, diz Langer. Isso não poderia estar mais longe da verdade, então pare de se colocar em um tempo emocional apenas por causa do que você come.
‘Na verdade, nenhum alimento é realmente ruim e nenhum alimento é realmente bom – alguns são mais saudáveis ​​do que outros’, diz Langer. Reprogramar seu pensamento dessa maneira provavelmente ajudará você a aprender a arte de se entregar à moderação em vez de consumir alimentos ‘ruins’, além de ser uma maneira melhor de se tratar.
6. Para cada hora que você passa sentado, levante-se e caminhe apressadamente por cinco minutos.
Ficar sentado o dia todo não é bom para a sua bunda ou para o seu coração. A atividade física é extremamente importante para a sua longevidade, e tudo isso se soma à especialista em saúde da mulher, Jennifer Wider, M.D., diz ao SELF. Às vezes, pode parecer impossível se encaixar em uma tonelada de exercícios quando você não está acostumado, mas o movimento apimentado ao longo do dia é muito mais viável.

Leia mais sobre esse assunto no site: https://www.nycomed.com.br/meratrim-funciona/

Por exemplo, se você seguir essa regra enquanto está sentado durante oito horas por dia, você vai acabar andando por 40 minutos, colocando uma depressão recomendável na recomendação mínima de 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana.

7. E se alguns tipos de exercício lhe parecerem terríveis, faça outra coisa.
Sim, dançar para Beyoncé em casa conta como exercício. Será que vai queimar tantas calorias quanto uma aula intensa de boot camp? Não. Mas é sobre escolher exercícios que você realmente goste o suficiente para continuar fazendo, não o tipo que faz sua alma querer morrer, mas tem o máximo de retorno calórico imediato, Michelle Segar, Ph.D., diretora do Sport, Health, e Pesquisa de Atividade e Centro de Políticas da Universidade de Michigan e autor de No Sweat! Como a ciência simples da motivação pode lhe dar uma vida de aptidão, diz SELF.
Eis a recomendação de Segar: “Venha a partir de um ângulo de curiosidade e diga: ‘Que tipos de coisas positivas me sentiriam motivados a fazer?’” Esse tipo de abordagem ajuda você a ser honesto consigo mesmo sobre a origem de sua motivação (você também pode leva

Como ter estilos de vida saudáveis?

Publicado por Esboçando Galenia

Definido como os processos sociais, tradições, hábitos, comportamentos e comportamentos de indivíduos e grupos populacionais que levam à satisfação das necessidades humanas para alcançar o bem-estar e a vida.

Os estilos de vida são determinados pela presença de fatores de risco e / ou fatores de proteção para o bem-estar; elas devem ser vistas como um processo dinâmico que não é composto apenas de ações individuais, mas também de ações de natureza social.

Estilos de vida saudáveis ​​ou comportamentos protetores ou fatores da qualidade de vida, que ao assumi-los ajudam a prevenir desequilíbrios psicossociais, espirituais e mantêm o bem-estar para gerar qualidade de vida, satisfação de necessidades e desenvolvimento humano

Alguns estilos de vida saudáveis ​​podem ser:
Tenha um senso de vida, objetivos, plano de ação.
Manter o sentimento de pertença, a identidade.
Manter a autodeterminação, o autogerenciamento e o desejo de aprender.
Proporcionar afeto e manter a integração social e familiar.
Comunicação e participação a nível familiar e social.
Promover a convivência, solidariedade, tolerância e negociação.
Acesso a programas de bem-estar, saúde, educação, culturais, recreativos, entre outros.
Segurança social em saúde e controle de fatores de risco: obesidade, vida sedentária, tabagismo, alcoolismo, abuso de drogas, estresse, hipertensão, diabetes.
Capacidade de autocuidado
Ocupação do tempo livre.
Segurança econômica.
A estratégia para desenvolver esses estilos de vida saudáveis ​​é o compromisso individual e social; Convicto de que só assim as necessidades fundamentais são satisfeitas, a qualidade de vida é melhorada e o desenvolvimento humano é alcançado em termos da dignidade da pessoa.

Relação mente e corpo
Essa relação se refere às diferentes interações entre pensamentos, corpo e mundo externo.

Existem múltiplos fatores que afetam nosso dia a dia, como costumes (tabagismo, álcool, etc), colesterol e / ou açúcar, estresse, estilo de vida e, em geral, o ambiente em que vivemos.

A gestão da saúde da pessoa deve ser abrangente, não apenas focada no corpo e em suas doenças, mas tentando modificar ou adaptar o ambiente externo às nossas características. Por exemplo, uma pessoa com pressão alta tratada com medicamentos e controles bem desgastados, mas nos esquecemos de ver como está sua dieta, se eles fumam, lidam com o estresse, com pouco exercício; Isso pode alterar os bons resultados da medicação e continuar sua hipertensão.

É importante acreditar em si mesmo. Em sua própria capacidade de controlar sua saúde, isso é essencial para conseguir mudanças.
Relação de atividade física e saúde
O corpo humano é projetado para desenvolver atividade física. Um corpo em boa forma funciona melhor em todos os sentidos. A atividade física diminui o risco de sofrer de certas doenças. Boa condição física e controle de peso podem retardar a progressão de doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, artrite, etc.

Quando há excesso de peso, o coração funciona mais, e isso pode produzir pressão alta.

Exercer, além de fortalecer o coração, melhora o sistema respiratório, dá força muscular, flexibilidade, reduz a gordura corporal, melhora o humor, reduz o estresse e melhora a auto-aceitação.

Relação de hábitos alimentares e saúde
O termo hábitos alimentares, expressa um conjunto de costumes que determinam o comportamento do homem em relação aos alimentos. Ela varia da maneira como os homens geralmente selecionam a comida para a maneira como a consomem ou a servem às pessoas cuja comida está em suas mãos.

Este é o tipo de feijão que é comprado, a maneira de cortar a cenoura, adicionar sal ao leite para ferver logo, comer formigas, servir a sopa primeiro, enfim, todo o comportamento humano relacionado à comida. ela se repete ao longo de nossas vidas e é freqüentemente compartilhada, não apenas na família, mas dentro do grupo social e étnico em que vivemos.

Os hábitos alimentares identificam o grupo que os compartilha. Esta maneira de tratar os alimentos varia de acordo com os fatores que os originam: geografia, tradição, religião, prestígio social.

Os bons hábitos alimentares adquiridos na infância, o consumo adequado e equilibrado de alimentos têm um impacto sobre qualquer atividade que é realizada.

A nutrição adequada começa em tenra idade, incluindo na dieta os alimentos apropriados às condições do indivíduo

Não se esqueça de que “os sintomas físicos são influenciados por pensamentos, sentimentos e comportamentos e, inversamente, pensamentos, sentimentos e comportamentos são influenciados por sintomas físicos”

Saudável comer uma alternativa saudável
É o equilíbrio físico e mental do indivíduo; Depende de muitos fatores, incluindo herança, exercícios e esportes, boa nutrição e o desejo de se sentir bem.

Leia também: Dermaroller funciona

A nutrição é um dos fatores mais importantes para ter um ótimo estado de saúde.

A nutrição inadequada, produto de maus hábitos alimentares, pode ser a causa de várias doenças, tão comuns hoje em dia como desnutrição, obesidade, doenças cardiovasculares, anemia, diabetes, distúrbios alimentares.

Organismo saudável
Energia obtida = energia gasta = estado nutricional adequado.

Gaste mais energia do que a obtida: Diluição.

Demora mais energia do desgastado: excesso de peso.

Fonte: https://www.valpopular.com/dermaroller-funciona/

Como iniciar um estilo de vida saudável (não faça dieta)

Começar a levar um estilo de vida saudável é mais do que conseguir um bom corpo; é pensar primeiro na saúde e nos benefícios que esse estilo de vida nos proporciona.

Não se trata apenas de se exercitar, comer alimentos saudáveis ​​e dormir. Devemos dar importância a certos hábitos, sabendo que eles são para a vida e não algo temporário para alcançar um objetivo específico.

O primeiro passo para começar uma vida saudável é a determinação e afirmação de querer fazê-lo. Vá mudando hábitos está dando pouco a pouco.

Vou começar com o mais básico, sem isso não poderíamos viver.

Respiração: Devemos ter tempo para respirar conscientemente pelo menos uma vez por dia.
Com apenas 10 respirações para se levantar, vamos mudar totalmente o nosso dia, e vamos nos encher de energia, você também pode fazê-lo quando se sentir estressado ou desanimado.

Alimentação Saudável: Esqueça a palavra ‘dieta’ porque você acabará abandonando algo que você não iniciou. Se custa você parar de comer, comer a cada 3 horas, no total, cerca de 5 a 6 vezes por dia, como pratos principais almoço e jantar, de modo que o estômago não processa um monte de comida, então dividir seus esforços, este Ajudará você a controlar seu apetite, reduzir a ansiedade e beneficiar sua saúde, principalmente nosso coração, estômago e cérebro.

Tome aproximadamente 3 litros de água por dia, inclua alimentos ricos em proteínas em todas as suas refeições (peixe, ovo, frango, carne, etc), coma legumes. Tente comer carboidratos única no café da manhã e almoço (arroz, batata, aveia, batata doce, massas), porque se você consumir carboidratos à noite toda essa energia, quando você vai para o sono é para ser convertido em gordura e isso não é benéfico nem para a sua saúde ou o seu corpo, consumido em pequenas quantidades boas gorduras 2 ou 3 vezes por semana (abacate ou abacate, amêndoas, nozes, salmão, azeite), cozinhar suas refeições como quiser menos frito; Evite sal e substitua-o por condimentos naturais, como alecrim e orégano.

Açúcar: o nosso corpo precisa de cerca de 25 gramas de açúcar por dia, um copo de refrigerante ou refrigerante tem de 20 a 25 gramas de açúcar, ou seja, apenas a tomar aquele copo que estamos fazendo o nosso limite no dia. E se você tomar uma garrafa, você consumiria aproximadamente 65 gramas, ou seja, o suficiente por quase 3 dias. Existem muitos alimentos e bebidas ricos em açúcar que aparecem saudáveis ​​como iogurtes, não ser enganado rótulos que dizem LUZ ou com pouca gordura, porque geralmente aqueles que têm mais açúcar. Tenha cuidado e controle o que você está dando ao seu corpo.

O exercício é importante e central para que você possa levar uma vida saudável e evitar alguns tipos de doenças, desde a gripe até problemas mais graves, como um ataque cardíaco.
Nosso corpo é feito para se mover, gastar o trabalho e ser ativo, então o exercício tem que ser um hábito. Exercite-se pelo menos 3 vezes por semana. Qualquer exercício é bom e eficaz, desde que você o faça com esforço e dedicação.

Sono: Para alcançar um corpo saudável e ter uma melhor qualidade de vida, o sono é essencial. 6 a 8 horas contínuas sem interrupções do sono profundo, será que todo o seu corpo se regenerará e se preparará para o dia seguinte.

Em resumo, vou lhe contar coisas que você pode começar a aplicar hoje para ter uma vida mais saudável.

Leia também: https://www.nycomed.com.br/desodalina-funciona/

-Exercite pelo menos 3 vezes por semana.
-Eu incluí exercícios cardio pelo menos uma vez por semana.
-Venha devagar e aproveite a comida.
-Evite álcool, frituras e alto teor de sódio / sal.
– Manter hidratado, tomando 2 a 3 litros de água por dia.
-Dormi das 6 às 8hrs
-Expirar exercícios durante o dia para estar com energia e estar livre de estresse.
-Não seja tão exigente e se você quiser, pode dar-se algum dia o prazer de comer o que você quer em uma das refeições do dia.
-Leia e fique positivo

Espero que você possa aplicar isso, porque na verdade você vai se sentir muito melhor levando um estilo de vida mais saudável.

Cólicas Menstruais em Adolescentes

O que são cólicas menstruais?

Muitas adolescentes têm cólicas durante seu período menstrual. Pode ocorrer:

– Cólicas durante os primeiros dois dias do período menstrual.
– Dor na parte baixa do abdome. Podendo se estender às costas e músculos.
– Cólicas similares a da menstruação.
– Náuseas ou diarréias.
– Vômito.
– Desmaios.

As cólicas são sentidas quando os músculos do útero se contraem.

Que cuidados devem ser tomados?

Use ibuprofeno (Advil, Motrin, Nuprin,etc).

O ibuprofeno é excelente para cólicas. Ajuda a passar a dor e reduz a quantidade de cólicas.

– Pode ser comprado em farmácias.
– Use comprimidos de 200mg. Tome de 2 a 3 quatro vezes ao dia.
– Tome 3 comprimidos assim que houver fluxo de sangue. Tome até mesmo no dia anterior. Não espere até que comecem as cólicas para que não precise faltar a escola, trabalho nem atividades sociais.

Leia também: Atroveran para cólica

Se o ibuprofeno não ajudar, peça a seu médico que receite um medicamento mais forte.

Procure ajuda médica imediatamente se:

– A dor piorar.
– Tiver febre sem explicação.
– Sentir-se muito mal.
– O ibuprofeno não ajudar.
– Deixar de ir a escola ou outros lugares devido a cólica.
– Tiver outras perguntas e preocupações.

Dicas caseiras para amenizar a cólica menstrual

Problema comum que atinge grande parte das mulheres, as temidas cólicas menstruais podem ser amenizadas com dicas caseiras simples

É possível amenizar as cólicas menstruais com dicas simples e caseiras.

Não é raro as mulheres reclamarem das tais cólicas menstruais. Um dos sintomas mais comuns que acompanham os ciclos menstruais, o incômodo costuma melhorar com o passar dos anos, sendo mais intenso entre as adolescentes.

Os conhecimentos populares podem dar uma grande ajuda para amenizar a cólica menstrual, com dicas simples de chás e alterações nos hábitos diários. Veja as os conselhos abaixo.

Dicas caseiras para amenizar a cólica menstrual
Um dos remédios caseiros mais indicados para a para cólica menstrual é o chá de orégano ou de folhas de mangueira.

Chá de orégano
Ingredientes
2 colheres (de chá) de orégano
1 xícara de água

Modo de preparo: Ferva a água e em seguida coloque o orégano. Tampe o recipiente por 5 minutos e deixe descansar. O mais indicado é beber o chá entre 2 e 3 vezes ao dia, de preferência sem ser adoçado. Seu efeito se dá pelo fato de possuir uma ação diurética e sudorífera, o que contribui para eliminar as toxinas do organismo. Além das cólicas menstruais, o chá de orégano ajuda também em casos de dores de cabeça.

Chá de folhas de mangueira
Ingredientes
20 gramas de folhas de mangueira
1 litro de água fervente

Modo de preparo: Coloque as folhas de mangueira em água fervente e deixe por 5 minutos, desligando o fogo em seguida. Após desligar, espere amornar e coe, adoçando em seguida com uma colher de chá de mel de abelhas (para cada xícara) quando for beber. É indicado tomar o chá de folhas de mangueira 4 vezes por dia e sua eficácia se dá devido as suas propriedades antiespasmódicas.

Outras dicas
É importante lembrar também que os chás de camomila ou de menta, quando tomados quentes, ajudam a aliviar a dor gerada pela cólica menstrual, além dar a sensação de relaxamento.

Leia também: remédio para Cólica menstrual

“Ter uma alimentação mais equilibrada pode também contribuir muito para reduzir a intensidade ou mesmo eliminar as cólicas, uma vez que o corpo passará a funcionar melhor”, destaca a nutricionista Cristina Santos.

A especialista afirma que para isso é importante reduzir drasticamente a ingestão de gorduras, cortando do cardápio as frituras, manteigas e carnes gordurosas. Elas são responsáveis diretas pela elevação dos níveis de estrógeno, o que por sua vez leva às temidas cólicas.

A ingestão de fibras também possui sua importância, uma vez que a substância presente nos cereais integrais, frutas e verduras favorecem a eliminação do excesso de estrógeno, que é um hormônio que leva ao espessamento do útero e causa contrações musculares para saída do sangue menstrual.

O motivo pode ser outro
Por mais que pareça normal, ter cólicas menstruais com alta intensidade e com certa frequência pode indicar a presença de outras doenças, entre elas a endometriose. Segundo informações da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), cerca de 176 milhões de mulheres em todo o mundo sofrem com a endometriose, muitas delas sem mesmo ter conhecimento.

Trata-se de uma doença que surge devido ao crescimento do endométrio (tecido que reveste a parede uterina e que envolve o embrião) fora do útero. Esse desenvolvimento anormal causa inflamação, podendo causar cólicas menstruais, alterações urinarias e intestinais durante a menstruação, dores nas relações sexuais e até infertilidade.

Apesar de ter sintomas tão comuns, o diagnóstico da doença não é tão simples, conforme explica a ginecologista e obstetra, Dra. Ana Lucia Beltrame, “É preciso uma atenção especial ao cuidado com a mulher. Ela pode viver anos com o desconforto sem ao menos saber que tem a doença e isso pode ter consequências graves, como a dificuldade para engravidar. O diagnóstico requer prática e habilidade do especialista, além de exames de imagem como ultrassom transvaginal com preparo intestinal”, alerta.

5 regras para ter uma vida saudável: é mais simples do que parece!

Você já teve a sensação de que ser saudável é complicado demais? São tantas dicas, conselhos e pesquisas que até fica difícil saber no que acreditar, não é? Mas eu tenho uma ótima notícia para você: ser saudável não precisa, de maneira nenhuma, ser complicado.

Se você pensar bem, as pessoas eram muito mais saudáveis no passado, quando não haviam tantas dietas e produtos “de saúde”. E o que mudou desde então? Nada! Nossa genética ainda é a mesma, então, o que funcionava anos atrás também pode funcionar agora.

Quer ver como ficar saudável pode ser muito mais fácil do que parece? Confira 5 regras para ter uma vida saudável:

1.Não coloque coisas tóxicas em seu corpo

Você com certeza sabe que há muitas coisas no ambiente que são absolutamente tóxicos para os nossos corpos. E, considerando a natureza viciante de algumas delas, as pessoas muitas vezes têm uma dificuldade realmente grande em evitá-las.

Isso inclui os vilões habituais, como cigarro, álcool e drogas abusivas. Se você tem um problema com eles, dieta e exercício se transformam na menor das suas preocupações. O álcool pode até ser bom (com moderação, claro!) para aqueles que podem tolerá-lo, mas o tabaco e as drogas abusivas são ruins para todos.

Mas o que é muito mais comum hoje é comer alimentos pouco saudáveis e que geram várias doenças. Se você quiser ganhar uma ótima saúde, não tem outra saída: você precisa diminuir o consumo desses alimentos.

Provavelmente, a mudança, mais eficaz que você pode fazer para melhorar a sua dieta é cortar os alimentos embalados e processados. E não tenha dúvida: isso pode ser realmente difícil, porque muitos desses alimentos são alterados pelos chamados engenheiros de alimentos para torná-los tão viciantes quanto possível.

Quanto ingredientes específicos são, de longe os piores. A lista inclui sacarose e xarope de milho. Ambos podem causar estragos em seu metabolismo quando consumidos em excesso – embora algumas pessoas possam tolerá-los em quantidades moderadas.

No final das contas, o melhor a fazer é evitar todas as gorduras que necessitam de produtos químicos e fábricas para serem produzidos. Isso inclui as gorduras trans artificiais, óleos refinados e óleos vegetais, como os de soja, milho e girassol.

Confira também Por que pão é ruim para você: uma verdade surpreendente

2. Levante coisas e se movimente

Se você quer ter uma ótima saúde, não pode abrir mão de usar os seus músculos. E não estamos falando apenas de ter um tanquinho ou veias saltando do seu bíceps! A verdade é que exercitar-se e levantar pesos vai muito além de uma boa aparência.

Claro, melhorar o visual e ficar mais atraente é um bônus e tanto. Mas isso é só a cereja do bolo: o exercício também é crucial para o seu corpo, cérebro e hormônios funcionarem melhor.

Levantar pesos, por exemplo, reduz o açúcar no sangue e os níveis de insulina, melhora o colesterol e reduz os triglicerídeos. Além disso, aumenta seus níveis de testosterona e hormônio de crescimento, ambos associados com a melhoria do bem-estar.

Quer mais? Levantar pesos (e outras formas de exercício) pode ajudar a reduzir a depressão e os riscos de todos os tipos de doenças crônicas, incluindo a obesidade, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares, Alzheimer e muitos mais.

Finalmente, o exercício também pode ajudar a perder gordura, especialmente se for combinado com uma dieta saudável. Não só porque ele queima calorias, mas porque melhora o seu estado hormonal e função global do seu corpo.

E o melhor de tudo é que você não precisa se matricular em uma academia para se exercitar: você pode ficar em forma treinando na sua própria casa. Também é importante fazer alguma atividade ao ar livre, especialmente se você puder tomar um banho de sol nesse momento e aproveitar uma fonte natural de vitamina D. Andar a pé é uma boa escolha, por mais que seja um exercício subestimado. O segredo é escolher algo que você goste e possa fazer a longa prazo.

E atenção: para quem está completamente fora de forma ou tem algum problema de saúde, o melhor é falar com um médico ou profissional de saúde qualificado antes de iniciar um novo programa de treinamento.

3. Durma profundamente

O sono é muito importante para a saúde de maneira geral, e estudos mostram que a privação de sono está correlacionada com muitas doenças, incluindo a obesidade e doença cardíaca. Por isso, é extremamente recomendável dedicar o tempo adequado para ter um sono bom, de qualidade.

Se você não consegue dormir direito, por algum motivo, então consulte um médico. Os distúrbios do sono, como apneia do sono e outros, são muito comuns e, em muitos casos, facilmente tratáveis.

De qualquer forma, existem algumas coisas que você pode fazer por conta própria para melhorar seu sono, como não beber café no final do dia; ir para a cama e acordar na mesma hora todos os dias; dormir na escuridão completa e diminuir as luzes da casa algumas horas antes de se deitar.

4. Evite o excesso de estresse

Os passos acima já são boa parte do caminho para uma vida saudável, mas não são suficientes. A verdade é que nada disso adianta se você não estiver atento à maneira como pensa e se sente. Se você se sente estressado o tempo inteiro, é melhor parar e rever sua rotina.

O excesso de estresse pode aumentar os níveis de cortisol e causar efeitos prejudiciais graves no metabolismo. Ele pode inclusive aumentar a gordura na região abdominal e os riscos de todos os tipos de doenças. Acredita-se também que o estresse é um contribuinte significativo para a depressão.

Leia também: emagrecimento

Caso você sofra desse mal, é hora de parar e fazer de tudo para se estressar menos. Tente simplificar a sua vida e aposte em exercícios, técnicas de respiração profunda ou até mesmo meditação.

Se você simplesmente não consegue lidar com os pesos da vida diária sem ficar estressado demais, que tal ver um psicólogo? Há muitas maneiras de aprender a lidar com o estresse. Não só vai superar o estresse torná-lo mais saudável, mas também irá melhorar a sua vida de outras maneiras. Afinal, ninguém quer passar a vida preocupado e ansioso, sem conseguir relaxar, não é?

5. Dê ao seu corpo alimentos de verdade

Sabe qual é a maneira mais simples e eficaz de ter uma dieta saudável? Concentrar-se apenas em alimentos reais. Isso significa escolher alimentos integrais, não processados, ​​que lembram sua aparência na natureza.

É muito melhor comer uma combinação de animais e plantas: carne, peixe, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, bem como gorduras saudáveis​​, óleos e produtos lácteos ricos em gordura.

Se você é saudável, magro e ativa, não há problema nenhum em comer carboidratos não refinados e integrais. Isso inclui batata, batata doce, legumes e grãos que não contêm glúten, como aveia e arroz.

Por outro lado, se você está acima do peso ou obeso ou começou a sofrer de problemas metabólicos, como diabetes ou síndrome metabólica, cortar as principais fontes de carboidratos é o caminho ideal para ter melhorias dramáticas. Muitas pessoas perdem uma grande quantidade de peso simplesmente eliminando os carboidratos, porque, inconscientemente, passam a comer menos.

Então, faça um esforço para optar por alimentos integrais, não- processados, em vez de alimentos que parecem ter sido produzidos em uma fábrica.

Viu só? Ter uma vida saudável é muito mais simples do que a gente pensa. E você, já aplica essas regras na sua vida? O que precisa melhorar? Conte para nós!